Site Overlay

Assaí, Carrefour, CSN e Unidas caem na B3; estreantes Armac e TC avançam forte

A Weg (WEGE3), que divulgou na véspera o balanço do segundo trimestre, registrava, por volta das 13h50, alta de 5,79% e liderava as altas do Ibovespa, o principal índice da B3, cotada a R$ 36,35.

O lucro líquido da companhia mais do que dobrou, ao saltar de R$ 514 milhões um ano antes para R$ 1,13 bilhão no segundo trimestre deste ano.

Outras companhias, que também divulgaram seus resultados financeiros após o fechamento do mercado, avançavam no pregão.

As ações do Santander Brasil (SANB11) registravam ganhos de 0,56%, negociadas a R$ 41,44. A instituição praticamente dobrou seu lucro trimestral em relação ao ano anterior, com menores provisões para perdas com crédito e maiores receitas de tarifas. O lucro líquido recorrente do segundo trimestre ficou em R$ 4,171 bilhões, acima da estimativa dos analistas compilada pela Refinitiv, de R$ 3,979 bilhões.

Telefônica Brasil (VIVT3), dona da marca Vivo, também subia 0,34%, negociada a R$ 40,93. A empresa reportou lucro líquido de R$ 1,345 bilhão no segundo trimestre de ano, o que representa crescimento de 20,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Ainda no Ibovespa, a CSN (CSNA3) caia 2,30%, para R$ 45,79, após registrar lucro líquido de R$ 5,51 bilhões no segundo trimestre, de R$ 446 milhões um ano antes.

Os papéis do Carrefour Brasil (CRFB3) chegaram a registrar uma perda de 2,32%, a R$ 19,35. A varejista reportou queda de 16,8% no lucro líquido do segundo trimestre ante mesmo período de 2020, para R$ 592 milhões.

Também no segmento varejista, a rede Assaí (ASAI3) caia 1,96%, negociada a R$ 87,26, após a registrar aumento de 62,2% no lucro líquido no segundo trimestre de 2021, em relação ao mesmo intervalo de 2020. A quantia saltou de R$ 188 milhões para R$ 305 milhões. No semestre, os ganhos atingiram R$ 545 milhões, alta de 81,1%.

Unidas (LCAM3) ampliou a queda para 1,78%, cotada a R$ 28,65, após a companhia, que está em processo de fusão com a líder do setor Localiza (RENT3), registrar lucro líquido recorrente de R$ 241,2 milhões no segundo trimestre, ante R$ 1,7 milhão apurado no mesmo período de 2020.

Estreias

A locadora brasileira de equipamentos para agronegócio Armac (ARML3), que estreou nesta quarta-feira na B3, acelerou e registrava ganhos de 22,97%, a R$ 20,45

A oferta inicial de ações (IPO) da empresa saiu no topo da faixa estimada, num caso raro entre dezenas de estreias no mercado brasileiro de ações em 2021.

Cada ação foi vendida a R$ 16,63. A faixa estimada pelos coordenadores ia de R$ 13,30 a R$ 16,63 por ação.

Os recursos da venda de ações novas, cerca de R$ 1 bilhão, servirão para a empresa ampliar seu negócio de locação de escavadeiras hidráulicas, retroescavadeiras, tratores de esteira, minicarregadeiras, motoniveladoras e tratores agrícolas.

Quem também estreia com valorização na bolsa é a plataforma social para investidores TC TradersClub (TRAD3) com alta de 17,58%, a R$ 11.17. A empresa precificou sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ao preço de R$ 9,50 por ação. Com a emissão de 55.555.556 de papéis, a TC levantou R$ 527,7 milhões.

*(Com informações da Reuters)