Site Overlay

Bolsa fecha em queda acompanhando Wall Street; dólar sobe

O principal índice da bolsa brasileira, o Ibovespa, fechou em queda nesta quinta-feira (18), acompanhando a tendência negativa em Wall Street, enquanto o dólar terminou o dia em alta em relação ao real.

O Ibovespa caiu 0,96%, aos 119.199 pontos. Já o dólar subiu 0,49%, a R$ 5,4411.

Do exterior, o mercado repercute a notícia de que o número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego subiu inesperadamente na semana passada. O dado veio acima das expectativas, criando dúvidas sobre o ritmo de recuperação da economia dos Estados Unidos. Nesse cenário, temores de aumento de inflação com o crescimento econômico ainda tentando ser recuperado deixavam investidores nervosos.

Uma aceleração da inflação nos EUA poderia levar o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) a retirar parte do suporte concedido aos mercados para enfrentamento da crise causada pela pandemia, o que significaria menos liquidez para países emergentes, como o Brasil.

Enquanto isso, no mercado interno os investidores seguem acompanhando as discussões em torno de mais gastos com auxílio emergencial para a população vulnerável, em meio a persistentes temores sobre as contas públicas.

Além disso, de acordo com economistas, a alta do dólar frente o real reflete ainda a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), com preocupações sobre uma possível interferência no andamento das discussões sobre o auxílio emergencial e das reformas na Câmara.

/* Standard banner (header banner) Code expands to max width of parent element. 970x250,728x90.468x60,300x100 and other sizes. */

Destaques da bolsa

Petrobras caiu 0,84% na ação ordinária (PETR3) e 1,08% na preferencial (PETR4), que subiram no começo do pregão na esteira do avanço dos preços do petróleo, mudaram de sentido e passaram a cair. Nesta quinta, a empresa anunciou que vai elevar o preço do diesel e da gasolina nas refinarias.

A Vale (VALE3) terminou em alta de 1,09% após pregão instável, tendo como pano de fundo a alta dos preços do minério no exterior. No setor, a CSN MINERAÇÃO (CMIN3) subiu 5,88%, em sua estreia na bolsa, após oferta inicial de ações ter sido precificada na quinta-feira no piso da faixa estimada pelos coordenadores. A controladora, CSN (CSNA3), teve alta de 1,12%.

Ainda entre os destaques de alta estava o Carrefour (CRFB3), subindo 2,33%, refletindo o balanço apresentado pela empresa que revelou lucro líquido de R$ 886 milhões no quarto trimestre 2020, uma alta de 31,1% em relação ao registrado no mesmo período de 2019.

Bolsas globais

Os mercados acionários em Wall Street recuaram nesta quinta, com investidores saindo de pesos pesados de tecnologia, reagindo ainda ao aumento nos pedidos semanais de auxílio-desemprego.

  • Dow Jones fechou em queda de 0,38%, a 31.493,34 pontos
  • S&P 500 recuou 0,445, a 3.913,97 pontos
  • Nasdaq caiu 0,72%, a 13.865,36 pontos.

As ações europeias registraram um terceiro dia consecutivo de perdas, com uma série de balanços decepcionantes somando-se às preocupações com um salto mais rápido do que o esperado na inflação devido aos preços mais altos das commodities e a um euro forte. O índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,82%, a 413 pontos.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,40%, a 6.617,15 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,16%, a 13.886,93 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,65%, a 5.728,33 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,11%, a 22.921,83 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,80%, a 8.058,10 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,43%, a 4.705,01 pontos.

Na Ásia, o índice de blue-chips (ações mais negociadas) da China fechou em baixa nesta quinta-feira depois de alcançar máxima recorde, no primeiro dia de negociações após o feriado do Ano Novo Lunar, devido a preocupações com o aperto da política monetária e fortes valorizações.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,19%, a 30.236 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,58%, a 30.595 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,55%, a 3.675 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,68%, a 5.768 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,50%, a 3.086 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,38%, a 16.424 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,40%, a 2.908 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,01%, a 6.885 pontos.

(*com informações da Reuters)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *