Site Overlay

Cielo dispara 9%; CSN e Rede D’Or caem forte

As ações da Cielo lideravam as altas do Ibovespa nesta quinta-feira (04) em meio à divulgação do balanço financeiro do terceiro trimestre.

Os papéis de PetroRio e Arezzo, que também reportaram seus números na véspera, avançavam.

Rede D’Or e CSN performavam entre as principais quedas repercutindo também o balanço entre os meses de julho a setembro.

O Itaú também caía após informar os resultados do terceiro trimestre. Confira os destaques registrados por volta das 11h15:

Cielo

A empresa de pagamentos Cielo (CIEL3), controlada por Bradesco e Banco do Brasil, disparava 9,48%, liderando as altas do Ibovespa, negociada a R$ 2,54. A companhia anunciou que teve lucro líquido de R$ 211,9 milhões no terceiro trimestre deste ano, um salto de 111,1% sobre um ano antes. A empresa foi beneficiada pelo crescimento das receitas em segmentos mais lucrativos, que aumentaram em velocidade bastante superior ao das despesas totais.

PetroRio

PetroRio (PRIO3) registrava alta de 1,76%, cotada a R$ 24,25. A petroleira informou que teve lucro líquido de R$ 125,16 milhões no terceiro trimestre, ante prejuízo de R$ 117,7 milhões um ano antes, com impulso de efeitos não-caixa e pela alta das cotações do petróleo.

Arezzo

A varejista Arezzo&Co (ARRZ3) avançava 1,67%, para R$ 81,38, após reportar lucro líquido 177,4% maior no terceiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 77,5 milhões.

Rede D’Or

Rede D’Or São Luiz (RDOR3) caía 5,68%, para R$ 58,76. A companhia reportou lucro líquido de R$ 378,1 milhões no terceiro trimestre, crescimento de 8,2% no comparativo anual.

Itaú

O Itaú Unibanco (ITUB4) recuava 2,54%, para R$ 23,81. A instituição financeira encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido gerencial de R$ 6,779 bilhões, alta de 34,8% em relação ao mesmo período de 2020. Ante o segundo trimestre deste ano, o Itaú teve lucro 3,6% maior. Excluindo itens extraordinários, o lucro líquido foi de R$ 5,780 bilhões no período, expansão de 28,6% em um ano.

Petrobras

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que caiu mais de 4% no pregão da véspera, recuavam 0,93%, cotada a R$ 26,59, na esteira do forte declínio dos preços do petróleo no exterior.

Vale

A mineradora Vale (VALE3), que teve baixa de mais 7% no pregão de ontem, mantinha o viés negativo ao cair 1,03%, para R$ 66,13. O UBS cortou o preço-alvo do recibo da ação da companhia negociado em Nova York, de US$ 15 para US$ 11.

Siderúrgicas

Entre as siderúrgicas, a CSN (CSNA3) caía 4,35%, para R$ 21,12, entre as principais baixas do Ibovespa. A companhia registrou lucro líquido de R$ 1,325 bilhão no terceiro trimestre, crescimento de 5% frente ao mesmo período do ano passado, mas queda de 76% em relação aos três meses anteriores.

A Usiminas (USIM5) avançava 0,49%, para R$ 12,43, e a Gerdau (GGBR4) subia 0,70%, para R$ 25,73.

Veja também

*(Com agências)