Site Overlay

Ibovespa fecha em alta, aos 108 mil pontos; dólar cai

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, operou e encerrou o pregão em alta nesta quinta-feira (16), enquanto acompanhava os futuros de ações em Nova York, após o Federal Reserve anunciar na véspera uma aceleração na retirada de estímulos monetários diante de pressões inflacionárias. O dólar, por sua vez, caiu.

Ainda no exterior, decisões de política monetária no continente europeu movimentam a sessão, enquanto no cenário interno, investidores digeriam conteúdo do Relatório Trimestral de Inflação (RTI) divulgado pela manhã pelo Banco Central.

O Ibovespa avançou 0,83%, aos 108.326 pontos. Já o dólar recuou 0,47%, comercializado a R$ 5,6786.

Os mercados financeiros globais ainda surfaram nesta quinta-feira no otimismo do fim do pregão da véspera, quando as avaliações positivas do banco central norte-americano sobre a economia patrocinaram um rali em ativos de risco, e nesta sessão o foco se volta para as decisões de política monetária na zona do euro (BCE) e no Reino Unido (BoE).

Dólar reverte ganhos

O Banco Central vendeu US$ 830 milhões em leilão de moeda estrangeira à vista no mercado de câmbio nesta quarta-feira, fazendo a divisa norte-americana devolver completamente os ganhos registrados mais cedo na sessão contra o real.

Essa é quarta vez em cinco sessões que o Banco Central faz intervenção do tipo no mercado de câmbio, de olho – segundo alguns participantes do mercado – em movimento sazonal de saída de recursos do país com a aproximação do fim do ano.

O total injetado nos mercados em moeda à vista com as operações dos últimos dias chegou a US$ 3,372 bilhões com o leilão desta quinta-feira.

Destaques da B3

As ações da Qualicorp saltaram forte nesta quinta-feira (16) após a Rede D’Or receber aprovação da Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para elevar participação na companhia de planos de saúde. A NotreDame Intermédica também subiu após o Conselho aprovar a fusão da companhia com a Hapvida, que também registrava avanço. Na outra ponta, os papéis da Méliuz tiveram a pior queda do pregão. Confira os destaques.

Bolsas mundiais

Wall Street

Os principais índices de Wall Street abriram em alta nesta quinta-feira, depois de o banco central norte-americano anunciar uma redução mais rápida do estímulo adotado durante a pandemia, acalmando os nervos em torno do aumento das pressões sobre os preços.

Às 11:40 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,27%, a 36.022,91 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,02%, a 15.569,12 pontos.

O S&P 500 abriu em alta de 0,20%, a 4.719,13 pontos.

Ásia e Pacífico

Um índice das principais ações chinesas terminou em alta nesta quinta-feira, com ganhos nos setores industrial e financeiro compensando a fraqueza nas empresas de consumo básico, enquanto papéis do setor de energia tiveram alta graças aos fortes preços do petróleo e do carvão.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,13%, aos 29.066,32 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,23%, a 23.475,50 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,75%, a 3.675,02 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,58%, a 5.034,73 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,57%, a 3.006,41 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,71%, a 17.785,74 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,45%, a 3.128,80 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,43%, a 7.295,70 pontos.

Europa

As ações europeias tiveram seu melhor dia em uma semana nesta quinta-feira, lideradas por ganhos em bancos e mineradoras, depois de o Banco Central Europeu (BCE) prometer apoio contínuo à economia, mas ainda optando por retirar gradativamente os estímulos.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,25%, a 7.260,61 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,03%, a 15.636,40 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,12%, a 7.005,07 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,44%, a 26.782,44 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,27%, a 8.380,00 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,34%, a 5.447,62 pontos.

Com informações da Reuters

Veja também