Site Overlay

Ibovespa opera em alta e dólar recua, ainda abaixo de R$ 5

O Ibovespa (IBOV), principal índice da bolsa brasileira, a B3, opera em alta nesta quarta-feira (23), voltando a se aproximar dos 130 mil pontos, beneficiado pelo clima favorável a ativos de risco no exterior, com a alta de ações de peso como Vale, Itaú e Petrobras entre os principais suportes. Já o dólar opera em queda, mantendo-se abaixo dos R$ 5.

Por volta das 13h38, o Ibovespa subia 0,3%, a 129.154 pontos. Na máxima do dia, chegou a 129.901. Veja a cotação do Ibovespa hoje. O dólar caía 0,23%, negociado em R$ 4,9546. Na mínima do dia, chegou a R$ 4,9376.

O mercado segue repercutindo as declarações do dia anterior do presidente do Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, que indicaram que os juros não devem subir antes do esperado. “A manifestação do presidente do Fed, Jerome Powell, ontem, tranquilizou os investidores”, afirmou o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa, avaliando que ele atenuou o discurso da semana passada, em que sinalizou para uma possível antecipação da alta dos juros nos EUA para 2023.

“Ontem, Powell descartou uma alta preventiva de juros, avaliando a inflação atual como fruto de desequilíbrio temporário entre demanda e oferta por conta da pandemia, reforçando que a economia ainda precisa contar com estímulos monetários”, observou Rosa.

Cenário interno

Segundo Alexandre Netto, head de câmbio da Acqua-Vero Investimentos, todos os movimentos no mercado de câmbio doméstico têm “girado em torno da política monetária, principalmente aqui no Brasil”.

Investidores seguem também de olho no rumo da taxa de juros no Brasil. Na semana passada, o Banco Central promoveu a terceira alta consecutiva de 0,75 ponto percentual da taxa Selic, a 4,25%, e a ata de seu encontro mostrou que o Comitê de Política Monetária (Copom) avaliou a possibilidade de acelerar a alta dos juros, indicando também um possível aperto maior em seu encontro de agosto.

“Com a perspectiva de um ciclo de aperto monetário um pouco mais forte, o mercado de renda fixa do Brasil fica bem mais interessante para os investidores estrangeiros”, disse Netto, referindo-se ao retorno maior dos investimentos com a alta dos juros.

Destaques da bolsa

Vale (VALE3) avançava, na esteira da alta do minério de ferro na China. Além disso, o Morgan Stanley reiterou recomendação “overweight” para os ADRs da mineradora, com preço-alvo de US$ 27, citando forte ímpeto do minério de ferro e baixo ‘valuation’ em relação aos pares e à média histórica. Também revisou para cima uma série de projeções para a companhia até 2024, incluindo lucro e receita.

Itaú Unibanco (ITUB3 e ITUB4) subia, recuperando-se da queda do dia anterior, mesmo após o Senado aprovar medida provisória que aumenta a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido devida pelas pessoas jurídicas do setor financeiro. No setor, Bradesco (BBDC3 e BBDC4) subia, após aprovar R$ 5 bilhões em juros sobre o capital próprio intermediários relativos ao primeiro semestre de 2021.

Petrobras (PETR3 e PETR4) avançava, alinhada à alta dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent tinha elevação de 1,5%, a US$ 75,94 o barril.

Bolsas Mundiais

Wall Street

O Nasdaq tocou uma máxima recorde logo após a abertura desta quarta-feira, ajudado pela alta das ações da Tesla (TSLA34), com investidores comemorando dados que mostraram que um índice de atividade industrial dos Estados Unidos tocou uma máxima recorde em junho.

Às 12:11 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,08%, a 33.919 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,117039%, a 4.251 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,02%, a 14.257 pontos.

Europa

As ações europeias pairavam abaixo de máximas recordes nesta quarta-feira, com as preocupações inflacionárias ofuscando dados que mostram um salto na atividade empresarial em junho, enquanto as ações de fabricantes de bens de luxo francesas recuavam devido ao rebaixamento de seus “ratings” pelo HSBC.

Às 7:57 (horário de Brasília):

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,33%, a 7.113,13 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,48%, a 15.561,16 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,40%, a 6.585,36 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 0,40%, a 25.214,44 
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 0,25%, a 9.031,10 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 0,47%, a 5.051,52 pontos.

Ações na China

As ações da China fecharam em alta nesta quarta, com as empresas de commodities liderando os ganhos à medida que os investidores também reagiam às falas do presidente do Fed.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,49%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,25%.

(* Contém informações da Reuters)