Site Overlay

PCAR3: Pão de Açúcar cai 70%; ‘acionista não está perdendo’, diz analista

A ação do Pão de Açúcar (PCAR3) despenca nesta segunda-feira (1) em dia de estreia dos papéis de seu braço de atacarejo, o Assaí (ASAI3), após a cisão da empresa – que, por sua vez, dispara mais de 400%.

Perto das 11h50, o Pão de Açúcar caía mais de 74% e as do Assaí subiam 389%, depois de terem saltado 406% na máxima o dia.

Acionistas de Grupo Pão de Açúcar (GPA) e de sua subsidiária Sendas aprovaram no final de 2020 proposta de reorganização societária para cindir a unidade Assaí. Segundo a agência Reuters, gestores atribuíram o movimento a ajustes relacionados ao modelo de formação de preço dos papéis.

De acordo com o analista José Falcão, da Easynvest, “o acionista de Pão de Açúcar não está perdendo dinheiro, considerando a relação de troca”.

“Quem tinha Pão de Açúcar na última sexta-feira a R$ 83 recebeu um spin off de Assai a R$ 14,70. Para o investidor, neste momento está ganhando dinheiro, pois Assai agora a R$ 72,23 mais R$ 21,78 de Pão de Açúcar é igual a R$ 94, acima do fechamento de R$ 83 na sexta-feira”, explica ele.

Falcão comenta ainda que Assai está sendo negociado na bolsa com uma relação entre preço e lucro próxima dos rivais Carrefour (CRFB3) e Grupo Mateus (GMTA3). “Assai está sendo negociado na bolsa agora a 14,5x Preço/Lucro, Mateus e Carrefour estão acima de 20x Preço/Lucro, ou seja, estão precificando o Assai para uma relação Preço/Lucro mais próxima dos rivais.”

/* Standard banner (header banner) Code expands to max width of parent element. 970x250,728x90.468x60,300x100 and other sizes. */

“Já as ações do Pão de Açúcar estão sendo precificadas próximo de 10x Preço/Lucro, o que é considerado razoável pelo mercado”, diz o analista.