Site Overlay

Tesouro mira emissão soberana ESG num futuro próximo, diz Funchal

O secretário especial do Orçamento e Tesouro, Bruno Funchal, afirmou nesta sexta-feira (03) que o governo mira uma emissão de títulos soberanos do Brasil alinhada a critérios ESG, sigla utilizada em referência à adoção de melhores práticas ambientais, sociais e de governança.

“Estamos construindo um ESG framework (arcabouço) para pensar num futuro próximo fazer emissão de um bond soberano ESG”, explicou ao participar do evento Scoop Day, promovido pelo TC.

Funchal afirmou que o Tesouro se prepara para enfrentar eventual volatilidade com medidas que reforçam a liquidez, ressaltando que o Tesouro “tirou um pouco o pé do acelerador” nas emissões em período de volatilidade alta.

Ele pontuou que o colchão de liquidez, que conta com mais de R$ 1 trilhão hoje, consegue pagar mais de 9 meses de vencimentos da dívida, e lembrou que medidas de devolução de recursos por bancos públicos, principalmente o BNDES, também ajudam.

Em outra frente, Funchal lembrou que a desvinculação de fundos que foi aprovada na PEC Emergencial foi importante para reforço do colchão.

“A gente já desvinculou quase R$ 170 bilhões”, disse.

Veja também